segunda-feira, 2 de julho de 2007

Vegetariano
O tipo de alimentação vegetariana tem cada vez mais adeptos quer por razões de saúde, quer de economia, religião, ecologia ou filosofia.As dietas vegetarianas bem organizadas podem aproximar-se mais do que as dietas omnívoras dos aportes dietéticos recomendados dada a diminuição da ingestão de gorduras e aumento da ingestão de fibras.

Os regimes vegetarianos classificam-se segundo o tipo de alimentos que integram:
  • Os completamente vegetarianos que só integram alimentos de origem vegetal.
  • Os fructívoros alimentam-se de fruta fresca, frutos secos e sementes oleaginosas, mel e azeite.
  • Os lactovegetarianos alimentam-se de vegetais, leite e produtos lácteos.
  • Os ovolactovagetarianos consomem alimentos vegetais, leite e derivados e ovos.
  • Os semivegetarianos que consomem alguns alimentos animais mas não todos. Podem excluir só as carnes vermelhas, ou todas as carnes e consumirem peixe e marisco.

Risco de insuficiência nutricional

As dietas vegetarianas bem planificadas são compatíveis com um aporte nutricional adequado. Isto mesmo foi reconhecido pela American Dietetic Association. No entanto, o aporte nutricional adequado depende do tipo de selecção dos alimentos e da planificação das refeições. As dietas vegetarianas podem conter quantidades limitadas ou nulas de proteína de alto valor biológico, de vitamina B12, vitamina D, riboflavina, cálcio, zinco e ferro.
Se as dietas vegetarianas não são planeadas muito cuidadosamente podem apresentar risco de desnutrição em períodos vitais especialmente exigentes, como é o caso da gravidez, amamentação, idade de crescimento e todas as situações de doença em que haja maior dificuldade digestiva ou de assimilação nutricional ou, ainda, quando haja necessidades acrescidas de ingestão de nutrientes.

Postagem Copiada, mas não sei de onde se souber diga-me?

Sem comentários: